4/20/2008

Na Cozinha

Não há muito tempo fiz o meu primeiro bolo de chocolate, fazia anos e como de costume tinha que levar um bolo para a equipa de hokey. Decidi que um bolo feito por mim tinha mais valor. Assim foi, estava apenas com a Tété, a Avó Gaby e a minha Avó Vé, em casa. Peguei numa receita, com a imagem mais apetitosa, vi logo os ingredientes para ver se tinha tudo e assim foi: pus de parte a amêndoa moída e a fécula de milho pois achei desnecessário. Correu lindamente, levei ao forno e eis que…“Tété o bolo não cresce!” …Afinal não estava a correr assim tão bem. Vim então a descobrir que a fécula de milho não era assim tão indispensável… não é que significa farinha!! Após ter feito um drama por uma receita não vir com traduções para principiantes lá levei o bolo para o treino. Podem não acreditar, mas estava delicioso…o aspecto era terrível mas estava mesmo bom! Aprendi então que não se pode eliminar ingredientes, pelo menos sem sabermos o seu significado.

Aqui fica a minha melhor receita, não fui eu que inventei, claro, mas sai-me sempre bem!

FONDANT DE CHOCOLATE (fica sempre bem um nome destes)
Ingredientes para 4 pessoas: (Boa sorte!)

4 ovos;
75g de açúcar em pó (vá, isto pode ser ligeiramente diferente, pode não ser em pó);
55g de amêndoa em pó (é a única coisa que podem eliminar, mas fica delicioso com amêndoa);
100g de chocolate negro;
100g de manteiga;
manteiga para barrar e farinha para polvilhar

Numa taça bates os ovos (sim não vou tratar ninguém por você, é simplesmente ridículo, visto que gente fina não suja as mãos para fazer bolos) com o açúcar em pó até que fique um creme esbranquiçado (como se fosse uma gemada). Junta as amêndoas em pó, em chuva sem para de mexer e até ficar uma massa homogénea. Corta o chocolate em pedaços, junta à manteiga e leva a derreter em banho-maria, ou então no microondas. Mexe bem (o truque é mexer bem). Junta o chocolate derretido ao creme dos ovos e volta a mexer muito bem. Barra-se e polvilha-se com farinha uma forma, ou forminhas e distribui-se o preparado. Leva ao forno, eles dizem que demora 8 minutos, claro que é relativo, depende do forno e da temperatura. Na receita não diz, mas a minha mãe ensinou-me que vai-se picando com um palito para ver se a massa agarra. Depois de estarem prontos, deixa-se arrefecer um pouco e comem-se ainda mornos.
Espero que corra bem, senão correr a culpa não é minha, mas há sempre a possibilidade de ligarem ao Jamie Oliver e pedirem uma mãozinha.
Bom Apetite


8 comments:

cima said...

As fotos sao melhores que os bolos...mas os bolos tambem nao sao maus...

carzé said...

uma grande fotografa e uma grande cosinha = grandes fotos

§ menina

i said...

oh miúda do sorriso liso
;)
está mesmo fixe!
vou acompanhar!!!!
beijos grandes
i

Clara said...

As fotos são optimas...agora falta provar o bolo, se for como a queijada..nham...nhammm.
Tia Clarinha

Anonymous said...

Sou da turma da Maria e do Pedro. Eles mostraram-me o teu blog e eu adorei! Tens bué jeito para a fotografia!

Teresa said...

Quero provar o bolo... Na próxima festa tens que o fazer e já estou como o avô quem é o próximo a fazer anos? Agora podemos ver as fotos sempre que quisermos... Coisas boas tão fofinhas e tão crescidinhas...Beijinhos
Tia Teresa

Clara Faria said...

Quando me falaram do teu blog não resisti e fui logo ver. Fiquei fã e vou continuar a "cuscar". Óptimas fotos e receita para esquecer...
Realmente chapéus há muitos... mas
este verde é lindo, lindo.
Clara Faria

teté said...

Sim, e que episodio! "teté o bolo nao cresce!" "e está todo mole!" "fogo e agora, o que e que fazemos" ; "rita levas o bolo, ate pode ser que esteja bom" ; "sim sim" e afinal, mmmm optimo, as aparencias iludem! :)