11/19/2008

Budapest

Pela primeira vez desde que saí de Lisboa, me senti em casa, em muitos aspectos. As ruas não muito limpas, o grande contraste entre ricos e pobres, alguma insegurança que senti e principalmente a boa comida, fizeram-me sentir em casa. Foram três dias de grandes contrastes entre as recordações de Lisboa e o querer voltar á minha nova casa. Como é difícil ser confrontada com uma realidade já um pouco distante...

For the first time since I left Lisbon, I felt home in many ways. Quite dirty streets, the huge gap between the poor and the rich, the slight insecurity you can feel, and specially the nice food –it all made me feel home again. I spent these three days feeling the huge discrepancy between the memories of Lisbon and wishing to come back to my new home. How difficult it is to confront yourself with an already quite distant reality...












Aconselho a todos os que possam a provar Gulyás, ou Goulash e também a relaxar num dos seus belos Spás.

I encourage all of those who can to taste Gulyás or Goulash, and also to relax in one of their wonderful SPAs.

11 comments:

cima said...

Pois, gosto muito da geometria, do jogo de contrastes, da luz, da sombra,e retrata bem o que deve ser a cidade...escura mas tambem bonita e muito geometrica á boa maneira dos antigos paises de leste.
Muito bem.

Sound and Fury, signifying nothing said...

Grande fotógrafa, cada vez melhor! Há alguma coisa neste último conjunto de fotografias que emociona, que nos toca mais ainda do que o habitual. Será a tal parecença com o nosso querido Portugal? Será o tom cinzento?

Não sei, só sei que me lembra Doisneau. Sei que não sou uma "expert" em fotografia, mas isto significa sem dúvida que estás de parabéns. Muito boas!

Anonymous said...

Brutalíssmo!!!
Apesar do tom sinistro, tem imensa vida e poesia.
André

Clara said...

Belos postais!

Essays on Idleness said...

que grandes chapas ritinha :)

keep it up!

vasco said...

Como dizes "CHIÇAS!!!!!" que fotos, que olhar. Estão demais e o preto e branco dá-lhes ainda mais força.Pois é!não é que sejas má designer, mas acho que devias mesmo era ser fotógrafa.Grande e famosa:) Quero ver mais:)

Lipa said...

aii depois de ver estas magnificas obras tuas...deu-me ainda mais vontade de ir aí ter ctg! =) Tu realmente tens imenso jeito. Quando for ai tenho uma proposta para te fazer :D

bjinho minha 12 :P

Joana said...

Não haja duvida, uma surpresa à saída da estação onde o primeiro comentário foi ''Estou em Lisboa!''
Estas fotografias mais uma vez estão absolutamente fantásticas,(boa selecção txizi!)conseguem realmente descrever um pouco da vida desta cidade semelhante à nossa Lisboa, monumental mas com qualidade de vida absurda! Apesar disso não deixou de ser mais uma viagem emocionante que marcou esta nossa experiência!
Faltou uma coisa muito importante o nosso monstro das bolachas que tb marcou esta viagem hihi mas ficarei por aqui...
Estas mais uma vez de parabéns, grandes fotografias! (:

Anonymous said...

Há vários meses que não tenho computador. Embora já soubesse que
actualizaste o blogue, ainda não o tinha visto.
A minha admiração por ti e pela tua obra continua!
Simplesmente maravilhosas as tuas fotos. Adoro viajar contigo !
Beijos grandes
Clara Faria

Anonymous said...

Já vim aqui visitar muitas vezes o teu blog e adoro! Tens imenso jeito!... Continua assim e ainda acabas com fotos tuas em exposição(se é que não tens já...) Adoro as tuas fotos a preto e branco, tira mais!...
Beijinhos e parabéns da Sacchetti!...

paulo condessa said...

Tocaste-me na alma. Fiquei comovido. Os teus olhos são vertiginosamente poéticos.
Como pode um coração tão sensível, tão vulnerável, ser tão poderoso ?