1/08/2009

Home Sweet Home

O regresso a casa, para duas semanas para "matar saudades"! Para além das coisas mais óbvias de que sentia muita falta: família, amigos, namorado e cães, houve tantas outras que já me faziam muuuuuita falta. O cheiro do mar era uma das de que mais sentia falta, e o peixe? Ui... foi logo a ementa do primeiro dia, uma saborosa chaputa frita. Hummm…!
Como não podia deixar de ser, o cheiro e o calor de uma lareira, o falar português com toda a gente, as comidas da mamã, ver televisão no sofá!!!, e até coisas que, como estava tão acostumada a elas, nunca pensei que fossem tão significativas: o microondas, a máquina de lavar loiça, conduzir o carro, o chilrear de tantos passarinhos logo pela manhã, correr na praia, o calor do “nosso” sol, e até comer um pastel de nata!!
Umas óptimas férias de Natal onde dei valor a tudo o que me fazia falta. De regresso a Salzburgo, e a um frio de rachar, posso dizer que daquilo que não sinto falta é da tristeza que rodeia os portugueses. A maioria das pessoas anda mesmo cabisbaixa! Uma realidade de que não me tinha apercebido com a pouca informação que recebo das notícias, e da qual me sinto feliz de ter "fugido". Melhores dias virão... assim esperemos!
Feliz 2009 para todos!!


Returning home, for two weeks healing homesickness! Besides the obvious things I missed a lot (my family, friends, boyfriend and dogs), there were so many others that I missed a loooooot. The scents of the sea were one of the things I missed the most, and what about the fish?! Oh, that the meal of the very first day, a delicious fried “chaputa”. Yummy…!
As would be expected, the smell and warmth of a fireplace, talking Portuguese with everyone, mummy’s food, watching TV on the couch!!!, and even things I was so accustomed to that I never thought they would be that meaningful: the microwave, the dishwasher, driving the car, so many birds chirping early in the morning, running on the beach, “our” sun’s warmth, and even eating a “Pastel de nata”!!
These were great Christmas holidays, in which I valued everything I was missing. Back in Salzburg, and freezing, I can say what I don’t miss at all: the sadness that surrounds the Portuguese people. The majority of people are really downcast! This is a reality I hadn’t figured out from the little information I get from the news, and from which I am glad to have fled from. Better days will come… let’s hope!
Happy 2009 for everyone!









9 comments:

teté said...

Pronto com tantas saudades só podiam sair fotos brutais como estas!

Inês said...

:) É isso mesmo priminha! Matar saudades, apreciar a vida, sempre com um sorriso nos lábios! E as fotos, essas, sempre simplesmente lindas, como tu :) Tadoro***

Inês said...

Ahh e esqueci-me de dizer que, como boa portuguesa, também tinha saudades! Das tuas gargalhadas ao vivo e a cores e da nossa fotógrafa preferida que junta sempre a família toda, para mais tarde recordar! :)

cima said...

Apesar de por vezes as coisas nao correrem como as imaginamos , já nao é mau podermos estar juntos...e com saude, que é o mais importante...hehehehehe.
As fotos , claro sao 5***** e quase nao se ve a casa...ou a vista ou o verde envolvente.
Esta papagaia...faz cá muita falta.

Clara said...

Texto e fotos 6******!
Bjinhos.

Carzé said...

É bom ter saudades!
Assim damos valor até as pequeninas coisas que temos!
Boas fotos!
Saudades tua§

Jordi D. said...

Wow, that's a really great ARCHITECTURE PHOTO Project...
I can't wait to see your pictures of Oslo's Opera House.
Congratulations!

Joana said...

Home Sweet home! Até verti uma lágrima ao ler o que escreveste, mas não haja duvida que tens toda a razão no que toca ao nosso país! Há que aproveitar esta experiência! (: Quanto as fotografias nem preciso de comentar, estão qq coisa de espectacular, mas tal como o Jordi continuo a espera das grandes fotografias da vossa ultima viagem! :)

Anonymous said...

Belos lugares e fotos a condizer.
A ver pelos comentários...a saudade(s) é mesmo uma palavra portuguesa.

Beijinhos.

João (Teco).